Compartilhe com seus amigos:

Vida na FinlandiaMuitos expatriados decidem viver no exterior quando alguma infortúnio acontece, e Ricardo foi uma dessas pessoas. Dificuldades financeiras, levaram toda sua família para Inglaterra (pai, mãe e irmãos).
Após alguns anos, já estabelecido e satisfeito com a carreira de bartender, conheceu sua esposa Finlandesa e depois de casados, mudaram-se para Finlandia.
Será que ele é mesmo maluco? Conheça um pouco mais de sua história…

– Nome:
Ricardo

– Onde nasceu e cresceu?
Curitiba

– Em que país e cidade você mora?
Finlandia

– Você mora sozinho ou com sua família?
Moro com a minha esposa (finlandesa)
Ricardo Wenzel na Finlandia

– Há quanto tempo você reside nesse local?
A mais ou menos 9 meses

– Já residiu em outro(s) país(es) antes dessa experiência?
Sim, morei na Inglaterra por 4 anos e meio. Foi onde eu conheci minha esposa.

– Qual sua idade?
28 anos

– Quando surgiu a idéia de residir no exterior?
Eu estava pensando em morar fora para estudar, porem, na mesma epoca meu pai (pequeno empresario) estava passando por serias dificuldades financeiras. Ele disse que uma alternativa seria sair do Brasil e começar de novo. Num primeiro momento ele queria ir para os EUA, mas eu disse que pra la eu não iria. Um mes depois ele perguntou se eu topava ir pra Inglaterra com ele. Eu disse que sim e dois meses depois estavamos e Londres.

– Foi difícil conseguir o visto de residência ou o visto de trabalho?
Foi facil, mas teve muito confusao com as informacoes. Viemos para a Finlandia para casar no Civil (isso sim foi muito facil…) e fomos no departamento de imigracao para saber como deveriamos fazer para obter o visto. Eles nos informaram que eu teria que aplicar o visto do pais onde eu residia, ou seja, Inglaterra. Quando voltamos a Londres, fomos ao consulado da Finlandia para fazer a aplicacao e o pessoal do consulado nao sabia de quase nada. Qualquer pergunta que a gente fazia, eles tinham que telefonar para alguem na Finlandia para saber a resposta, de qualquer forma, o visto deveria levar um mes para sair.
Mandamos a aplicacao e depois de um mes nao tinha recebido nenhuma resposta. Liguei para o consulado que me deu o contato da pessoa que estava lidando com o nosso pedido na Finlandia. Quando liguei para esta pessoa, a mesma disse que eu poderia ter feito o pedido de visto na Finalndia, mas que no momento, o que poderia ser feito, era mandar um fax com a aplicacao da minha esposa que ele iria verificar e decidir a respeito do visto. Dois dias depois de mandar o Fax o pedido estava pronto.

– Você tem seguro saúde? Foi difícil obtê-lo antes ou depois da sua chegada?
Na realidade, eu ainda nao sei muito bem como isso funciona aqui na Finlandia. Eu sei que se pode ter um seguro saude que se faz com bancos ou seguradoras. Porem, sempre que vc tem algum problema e tem que ir ao medico, comprar remedios ou pagar por exames, mesmo que sejam particular, o governo tem um orgao que reembolsa um determinado valor que voce ja tenha pago. Eu ainda nao usei servico medico publico, mas o particular eh fora de serie.

– Você trabalha? Como a renda familiar é obtida?
Tanto eu quanto minha esposa trabalhamos. Durante todo tempo que estive em Londres eu trabalhei com Bares (glass colector, bartender, gerente, etc…). Assim que eu aqui cheguei, muitas pessoas estavam me dizendo que seria muito dificil conseguir emprego por eu nao falar a lingua, mas depois de dois meses eu consegui um trabalho part-time em alguns bares por uma agencia de empregos. Depois de um mes e meio, eu passei a trabalhar no mesmo Night Club que minha esposa estava trabalhando. Depois disso, ficou muito facil conseguir emprego nesta area, mesmo porque minha experiencia eh bem grande e depois de ja ter trabalhado em pelo menos um bar aqui na Finlandia, eh mais facil provar que vc e capaz de trabalhar mesmo sem saber a lingua.

– Se a resposta anterior foi sim, você mudou de área depois da saída do Brasil ou continua no mesmo setor?
Com certeza! E fico muito feliz por ter mudado de area. Quando estava no Brasil eu trabalhava no HSBC. E hoje eu digo; “trabalhar em banco nao eh para mim”. O trabalho em bar e muito mais dinamico e imprevisivel. E sim, ao contrario do que muita gente pensa, de pra fazer dinheiro sendo bartender sim.

– Você fala a língua local? Você acredita que é importante aprender a língua local?
Ainda nao falo, mas eh extremamente importante. Estou aqui a pouco tempo e alem do mais, eh o primeiro contato real com a lingua que eu estou tendo. Mas assim que eu tiver uma oportunidade, eu vou voltar a sala de aula pra aprender a lingua. Sou contra viver num lugar e nao se dedicar pelo menos em aprender a ligua. O problema e que os Finlandeses gostam de falar ingles e nao ligam de falar como os franceses, italianos e alemaes. Ai agente acaba ficando um pouco preguicoso…

– O que você pensa sobre seu novo país e o local onde mora (e/ou onde morou)? Eles respeitam os Brasileiros e outros expatriados vivendo nesse país?
Eu gosto muito daqui. A Finlandia eh um pais lindo e eu me sinto em Helsinki como se estivesse na cidade que eu nasci. Eu, particularmente, nunca tive nenhum tipo de problema com os finlandeses. Nao existem muito brasileiros por aqui, mas claro, sempre tem um ou outro que a gente encontra. Existem muitos turcos e marroquinos, inclusive eu jogo futebol num time misto entre marroquinos e finlandeses, eh bem legal o clima do time. Mas na realidade, os somalis e romenos (ciganos) que sao o maior alvo de discriminacao pelo fato deles estarem quase sempre envolvidos em crimes (furtos, drogas…).

– Você tem filhos? Se sim, eles se adaptaram ao novo país? Estudam e têm amigos locais?
Nao, ainda nao tenho filhos, mas, quando tiver eles com certeza estudarao e terao amigos locais.

– Sente saudades da família no Brasil? Sente falta de produtos, alimentos e outras peculiaridades?
Sinto falta muita falta dos meus parentes. E claro, sinto falta do meu irmao que esta na Nova Zelandia e da minha irma que esta na Australia. Meus pais continuam morando na Inglaterra, entao eles vem para ca pelo menos duas vezes por ano e agente vai pra Londres pelo menos duas vezes no ano tambem. O que eu mais sinto falta e de ir surfar. Aqui nao tem muita onda e praia, no maximo tres ou quatro meses no ano. De resto, nao tem nada que eu sinta mais falta do que as balas 7 belo… hehehe

– O que costuma fazer nas horas vagas, finais de semana e feriados? Quais as atividades recreacionais existentes?
Quando eu nao estou trabalhando, eu passo bastante tempo com a familia da minha esposa. Eu normalmente jogo tenis com meu sogro e meu cunhado, alem do futebol. E por eu e minha esposa sermos bartenders, nos sempre vamos a bares e restaurantes. No inverno, quando conseguimos tempo, a gente vai pro norte fazer snowboard e no verao a gente vai pra casa de verao na margem de um lago onde a gente nada, vai na sauna, faz festa e tudo mais…
Ricardo Wenzel na Finlandia

– Você tem planos para o futuro? Pretende viver nesse país para sempre?
A gente vai ficar aqui por muito tempo, mas dizer que vai ser para sempre eh um pouco complicado. Eu e minha esposa temos um espirito meio aventureiro, de viajar e conhecer novos lugares. Um plano que a gente tem, eh de voltar ao Brasil quando nossos filhos tiverem por volta de 5 ou 6 anos. Eh importante que eles tenham contato por um tempo com a minha cultura e nao so com a cultura finlandesa. Mas depois disso, talvez Espanha, talvez Portugal, talvez Franca… qualquer lugar mais ensolarado e quente na Europa seria muito bem vindo, se nao, a gente volta pra Finlandia mesmo.

– Você comprou ou alugou o local que reside? Quanto pagou ou paga por isso? Comprar imóveis é algo comum nesse país?
A gente aluga o nosso apartamento. Estamos pagando 800 euros por mes, o que eh um pouco caro nas condicoes normais de aluguel aqui, porem, alugamos nosso apartamento semi-mobiliado, o que nao eh um costume por aqui. Mas como teriamos que gastar muito dinheiro pra mobiliar o apartamento. Acabou valendo apena. Estamos pensando em comprar um imovel, mas isso ainda vai levar um bom tempo.

Qual o custo de vida?
Depois de ter morado em Londres, eu acho que o custo de vida aqui eh relativamente barato. Eu e minha esposa ganhamos juntos cerca de 2500 euros por mês. Com esse dinheiro a gente paga todas as despesas, sai para comer uma ou duas vezes na semana, vai ao cinema, compra roupas, compro meus “brinquedo” e ainda da para poupar um pouquinho. Na realidade a grande diferença eh aluguel e transporte. Comparado com Londres, eh muito mais barato.

– Quais os pontos positivos e negativos de morar nesse país?
Negativos: Acho que os finlandeses são muito cabeça fechada em alguns aspectos e o transporte publico para depois das 1.30 da manha durante a semana.
Positivos: O pais eh desenvolvido apesar de pequeno, e extremamente limpo, as pessoas respeitam a sua individualidade e os Finlandeses são extremamente honestos e leais com tudo, alem de excelentes amigos.

– Você tem sugestões ou dicas para pessoas que pretendem viver nesse país?
Se voce esta pensando em vir pra ca, venha com tudo certinho. Ao contrario de outros paises da europa, e quase impossível viver ilegal por aqui. Outra coisa, a Finlândia não e so Heavy Metal, não pense em vir pra so por conta disso, vc vai acabar se decepcionando.

Continue lendo todas as entrevistas do Entrevistando Expatriados!

News Reporter
Criou o Bate Papo Pelo Mundo (também conhecido como Entrevistando Expatriados) em 2008 e adora conversar sobre o assunto vida no exterior. Atualmente mora no Canadá, mas também já chamou de casa países como a Holanda, os Estados Unidos e a Australia. Ela também escreve nos blogs Casal Mikix e Viajoteca, e atua como consultora de intercâmbio para o Canadá, junto a Mikix Intercâmbio.

0 thoughts on “Finlândia??? Você só pode estar maluco.

  1. Gostaria de saber se o finlandeses sao preconceituosos com os brasileiros.E se veterinária é uma boa opção por lá.Vale a pena morar lá,e o visto(ou cidadania) é difícil de conseguir?Desde já obrigada.

  2. “Não é só Heavy Metal” uaheuhaueueuha!!
    To ligado, eu andei pesquisando, obrigado por reforçar essa rsrs
    O que eu to querendo mesmo é fazer um politecnico aí, um cara no youtube falou que tem diferença entre universidade e faculdade (ou seria universidade e o tal politecnico?)
    Eu queria poder apagar tudo e recomeçar a aprender matematica de forma inteligente, mas nao rola. Fiquei interessado no tal “vestibular” que é feito na pratica, sem muitas provas e testes teoricos e calculos. Queria estudar aí, ja to estudando suomi, ensino ingles ha 3 anos mas nao tenho nivel superior. queri ter o privilegio de fazer um curso aí! Como funciona? Valeu!

  3. Olá Ricardo! adoravel a sua história. eu seui que na filandia eles nao sao amantes de tecnologia, mas vc tem nossão de quanto ganha um proficional de TI ai? Obrigdo!

  4. Olá! Moro na Bélgica, e gostaria de saber (somente por curiosidade mesmo):

    Na Finlandia existe alguma lanchonete, mercearia ou outro tipo de comércio de produtos ou serviços brasileiros? O que tem de especial para que os brasileiros que vivem aí possam matar as saudades (pelo menos em parte) do Brasil?

    Pois aqui na Bélgica, especificamente na cidade de Bruxelas temos uma infinidade de cafés brasileiros e portugueses (bar e lanchonete) onde se pode comer coxinhas, pao de queijo, pastel de feira e por aí vai,; Restaurantes,; açougues; lojas de artigos brasileiros (roupas, etc); igrejas; cabelereiros (nesta área há muitos ilegais que trabalham em seu próprio apartamento,mas são ótimos profissionais); Enfim se eu for citar tudo, vai dar uma lista enorme, pois tem tanto brasileiro por aqui, que as vezes só me lembro que estou na europa por causa do frio e da neve rrss!

    “Deus abençoe todos os brasileiros que estão na Finlandia, Bélgica e em tantos outros lugares por esse mundão a fora!”

    Lógico que existem vários blogs, sites, etc a respeito dos brasileiros aqui na Bélgica, inclusive uma revista criada por uma brasileira, a ABC classificados, mas selecionei este blog para que todos possam ter uma pequena noção de como as coisas funcionam por aqui! Abraços!

    http://a-vida-na-belgica.blogspot.com/2008/02/curiosidades-sobre-os-brasileiros-na.html

  5. Fiquei meio decepcionada ” a Finlândia não é só havy metal”, mas não importa a Finlândia ainda continua sendo a minha futura nação. Adoro este país e o que me chama mais a atenção nele é exatamente o senso de individualidade que eles tem, o brasileiro é meio intrometido, cheio de ficar pegando, abraçando, beijando, e eu não gosto disto, sem falar na qualidade da nossa educação e a corrupção. Tenho certeza que vou me acostumar muito rápido com a Finlândia.

  6. Olá,
    escperimentei também Finlândia, mas saí porque o desdemprego na Finlândia é muito elevado e um estrangeiro não tem hipótese nem para chegar a uma entrevista. Por isso não aconselho ninguém aventurar para Finlândia. A língua finlandesa também é extremamente difícil. Viicendo 8 meses na Finlândia só aprendi bom dia e pouco mais. Assim uma pessoa não pode viver…

  7. Mais uma bela entrevista!

    “A Filandia não é só Heavy Metal”. Essa foi boa!!!

    Parabens pela vitória!!!

    Espero um dia (sonho com isso e desejo do fundo da minha alma) poder estar em um país descente e casado com uma mulher local!!

  8. Adorei sua entrevista, está de parabéns!!! espero que tudo continue dando certo pra vocês dois!!! ^^
    Minha amiga( argentina) está namorando um finlandês, ams primeiro eles pretendem morar na argentina ate que ela termine a faculdade pelo menos, mas se não me engano, eles não pretendem ficar na finlandia, ele acha muito frio e quer um local mais caliente hahaha acho que ela gostaria só de ir visitar… hehehehe Mas ela nunca saiu do seu país ainda… ler sua matéria, me fez lembrar muito deles hehehe ^^ (saudades)

  9. Gostaria de saber se tem algum site de relacionamentona Finlandia pois quero me casar com um finlandes. E felicidades para voces.

    1. Olá gostaria de saber o email de Selma Talha,pois tenho o mesmo objetivo que ela.

      Parabéns Ricardo para você e sua esposa.

  10. Ai queria que vcs fizessem essa reportagen com ele depois de dois anos de finlandia para ver se ele vai falar a mesma coisa, morei dois anos ai e quase fiquei louco… foi dificil. Cuidado com os marro, tem muito gente fina, mais tem uns que vao te comer vivo se vc deixar.

  11. Olá Ricardo,
    Adorei a matéria. Parabéns e toda a sorte do mundo pra vc e sua esposa!
    Em breve eu tb serei mais uma brasileira expatriada na Finlândia. Minha família tá super ansiosa. Por questões de trabalho eu vou uma vez por mês pra Helsinki. Me avisa se vc realmente quiser matar saudade da bala “7 belo”. Será um prazer levar algumas pra vc! risos …
    Catia.

  12. Ricardo, voce deve ter sentido bastante a diferenca entre UK e Finlandia, ne?
    Mas o importante eh ser feliz.
    Isso a gente ve na sua entrevista.
    Concordo com vc quando diz que eh quase impossivel viver como ilegal na Europa.
    Ja eh dificil adaptar-se com tudo certinho, como ‘todos os direitos’ que nos cabem, imagine sendo ilegal?
    Sim, desejo a voce sucesso nessa sua nova jornada.
    E espero que o Finlandes seja mais facil pra voce do que o Holandes foi pra mim.

  13. Oi Ricardo!

    Adorei sua entrevista e a saudade da bala “7 belo”, eu tbm adoro 🙂

    Acho que com esse espiríto que vc demostrou ter, vc ainda voa mais longe 🙂
    Um abração e boa sorte!

  14. Ricardo !

    Bela história, bela experiência !
    Você tem razão: vir para o exterior com tudo legalizado é bem mais seguro e a certeza de que pode dar certo.
    Só discordo onde você diz:”Ao contrario de outros paises da europa…” Na verdade, a Europa inteira está fechando portas e, a Holanda, onde moro, é conhecida por ser um dos países com regras de maior rigor na imigracão. Não só na Finlândia, mas, na Europa inteira fica muito difícil viver ilegal.
    Acredito que as pessoas devam ser alertadas antes de vir, para esse ponto.

    Sucesso !

    Susana

    1. Legal a sua história Ricardo , eu também vim do Brasil e estou atualmente morando em Lisboa com meu marido , mas, meu grande sonho é morar em França apesar de eu não dominar a língua francesa , mas, eu sou persistente e vou paralá de qualquer jeito, ainda mas que saiu a minha nacionalidade portuguesa. Quero ir mas tudo legalizado , ir ilegal para qualquer parte do mundo é fria. Abraços!

      1. Sou eu de novo a Valdeci , será que você poderia me informar quanto ganha uma faxineira na Finlândia e como anda o mercado por aí. Desde já agradeço. Obrigada

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Compartilhe com seus amigos:

Vida na FinlandiaMuitos expatriados decidem viver no exterior quando alguma infortúnio acontece, e Ricardo foi uma dessas pessoas. Dificuldades financeiras, levaram toda sua família para Inglaterra (pai, mãe e irmãos).
Após alguns anos, já estabelecido e satisfeito com a carreira de bartender, conheceu sua esposa Finlandesa e depois de casados, mudaram-se para Finlandia.
Será que ele é mesmo maluco? Conheça um pouco mais de sua história…

– Nome:
Ricardo

– Onde nasceu e cresceu?
Curitiba

– Em que país e cidade você mora?
Finlandia

– Você mora sozinho ou com sua família?
Moro com a minha esposa (finlandesa)
Ricardo Wenzel na Finlandia

– Há quanto tempo você reside nesse local?
A mais ou menos 9 meses

– Já residiu em outro(s) país(es) antes dessa experiência?
Sim, morei na Inglaterra por 4 anos e meio. Foi onde eu conheci minha esposa.

– Qual sua idade?
28 anos

– Quando surgiu a idéia de residir no exterior?
Eu estava pensando em morar fora para estudar, porem, na mesma epoca meu pai (pequeno empresario) estava passando por serias dificuldades financeiras. Ele disse que uma alternativa seria sair do Brasil e começar de novo. Num primeiro momento ele queria ir para os EUA, mas eu disse que pra la eu não iria. Um mes depois ele perguntou se eu topava ir pra Inglaterra com ele. Eu disse que sim e dois meses depois estavamos e Londres.

– Foi difícil conseguir o visto de residência ou o visto de trabalho?
Foi facil, mas teve muito confusao com as informacoes. Viemos para a Finlandia para casar no Civil (isso sim foi muito facil…) e fomos no departamento de imigracao para saber como deveriamos fazer para obter o visto. Eles nos informaram que eu teria que aplicar o visto do pais onde eu residia, ou seja, Inglaterra. Quando voltamos a Londres, fomos ao consulado da Finlandia para fazer a aplicacao e o pessoal do consulado nao sabia de quase nada. Qualquer pergunta que a gente fazia, eles tinham que telefonar para alguem na Finlandia para saber a resposta, de qualquer forma, o visto deveria levar um mes para sair.
Mandamos a aplicacao e depois de um mes nao tinha recebido nenhuma resposta. Liguei para o consulado que me deu o contato da pessoa que estava lidando com o nosso pedido na Finlandia. Quando liguei para esta pessoa, a mesma disse que eu poderia ter feito o pedido de visto na Finalndia, mas que no momento, o que poderia ser feito, era mandar um fax com a aplicacao da minha esposa que ele iria verificar e decidir a respeito do visto. Dois dias depois de mandar o Fax o pedido estava pronto.

– Você tem seguro saúde? Foi difícil obtê-lo antes ou depois da sua chegada?
Na realidade, eu ainda nao sei muito bem como isso funciona aqui na Finlandia. Eu sei que se pode ter um seguro saude que se faz com bancos ou seguradoras. Porem, sempre que vc tem algum problema e tem que ir ao medico, comprar remedios ou pagar por exames, mesmo que sejam particular, o governo tem um orgao que reembolsa um determinado valor que voce ja tenha pago. Eu ainda nao usei servico medico publico, mas o particular eh fora de serie.

– Você trabalha? Como a renda familiar é obtida?
Tanto eu quanto minha esposa trabalhamos. Durante todo tempo que estive em Londres eu trabalhei com Bares (glass colector, bartender, gerente, etc…). Assim que eu aqui cheguei, muitas pessoas estavam me dizendo que seria muito dificil conseguir emprego por eu nao falar a lingua, mas depois de dois meses eu consegui um trabalho part-time em alguns bares por uma agencia de empregos. Depois de um mes e meio, eu passei a trabalhar no mesmo Night Club que minha esposa estava trabalhando. Depois disso, ficou muito facil conseguir emprego nesta area, mesmo porque minha experiencia eh bem grande e depois de ja ter trabalhado em pelo menos um bar aqui na Finlandia, eh mais facil provar que vc e capaz de trabalhar mesmo sem saber a lingua.

– Se a resposta anterior foi sim, você mudou de área depois da saída do Brasil ou continua no mesmo setor?
Com certeza! E fico muito feliz por ter mudado de area. Quando estava no Brasil eu trabalhava no HSBC. E hoje eu digo; “trabalhar em banco nao eh para mim”. O trabalho em bar e muito mais dinamico e imprevisivel. E sim, ao contrario do que muita gente pensa, de pra fazer dinheiro sendo bartender sim.

– Você fala a língua local? Você acredita que é importante aprender a língua local?
Ainda nao falo, mas eh extremamente importante. Estou aqui a pouco tempo e alem do mais, eh o primeiro contato real com a lingua que eu estou tendo. Mas assim que eu tiver uma oportunidade, eu vou voltar a sala de aula pra aprender a lingua. Sou contra viver num lugar e nao se dedicar pelo menos em aprender a ligua. O problema e que os Finlandeses gostam de falar ingles e nao ligam de falar como os franceses, italianos e alemaes. Ai agente acaba ficando um pouco preguicoso…

– O que você pensa sobre seu novo país e o local onde mora (e/ou onde morou)? Eles respeitam os Brasileiros e outros expatriados vivendo nesse país?
Eu gosto muito daqui. A Finlandia eh um pais lindo e eu me sinto em Helsinki como se estivesse na cidade que eu nasci. Eu, particularmente, nunca tive nenhum tipo de problema com os finlandeses. Nao existem muito brasileiros por aqui, mas claro, sempre tem um ou outro que a gente encontra. Existem muitos turcos e marroquinos, inclusive eu jogo futebol num time misto entre marroquinos e finlandeses, eh bem legal o clima do time. Mas na realidade, os somalis e romenos (ciganos) que sao o maior alvo de discriminacao pelo fato deles estarem quase sempre envolvidos em crimes (furtos, drogas…).

– Você tem filhos? Se sim, eles se adaptaram ao novo país? Estudam e têm amigos locais?
Nao, ainda nao tenho filhos, mas, quando tiver eles com certeza estudarao e terao amigos locais.

– Sente saudades da família no Brasil? Sente falta de produtos, alimentos e outras peculiaridades?
Sinto falta muita falta dos meus parentes. E claro, sinto falta do meu irmao que esta na Nova Zelandia e da minha irma que esta na Australia. Meus pais continuam morando na Inglaterra, entao eles vem para ca pelo menos duas vezes por ano e agente vai pra Londres pelo menos duas vezes no ano tambem. O que eu mais sinto falta e de ir surfar. Aqui nao tem muita onda e praia, no maximo tres ou quatro meses no ano. De resto, nao tem nada que eu sinta mais falta do que as balas 7 belo… hehehe

– O que costuma fazer nas horas vagas, finais de semana e feriados? Quais as atividades recreacionais existentes?
Quando eu nao estou trabalhando, eu passo bastante tempo com a familia da minha esposa. Eu normalmente jogo tenis com meu sogro e meu cunhado, alem do futebol. E por eu e minha esposa sermos bartenders, nos sempre vamos a bares e restaurantes. No inverno, quando conseguimos tempo, a gente vai pro norte fazer snowboard e no verao a gente vai pra casa de verao na margem de um lago onde a gente nada, vai na sauna, faz festa e tudo mais…
Ricardo Wenzel na Finlandia

– Você tem planos para o futuro? Pretende viver nesse país para sempre?
A gente vai ficar aqui por muito tempo, mas dizer que vai ser para sempre eh um pouco complicado. Eu e minha esposa temos um espirito meio aventureiro, de viajar e conhecer novos lugares. Um plano que a gente tem, eh de voltar ao Brasil quando nossos filhos tiverem por volta de 5 ou 6 anos. Eh importante que eles tenham contato por um tempo com a minha cultura e nao so com a cultura finlandesa. Mas depois disso, talvez Espanha, talvez Portugal, talvez Franca… qualquer lugar mais ensolarado e quente na Europa seria muito bem vindo, se nao, a gente volta pra Finlandia mesmo.

– Você comprou ou alugou o local que reside? Quanto pagou ou paga por isso? Comprar imóveis é algo comum nesse país?
A gente aluga o nosso apartamento. Estamos pagando 800 euros por mes, o que eh um pouco caro nas condicoes normais de aluguel aqui, porem, alugamos nosso apartamento semi-mobiliado, o que nao eh um costume por aqui. Mas como teriamos que gastar muito dinheiro pra mobiliar o apartamento. Acabou valendo apena. Estamos pensando em comprar um imovel, mas isso ainda vai levar um bom tempo.

Qual o custo de vida?
Depois de ter morado em Londres, eu acho que o custo de vida aqui eh relativamente barato. Eu e minha esposa ganhamos juntos cerca de 2500 euros por mês. Com esse dinheiro a gente paga todas as despesas, sai para comer uma ou duas vezes na semana, vai ao cinema, compra roupas, compro meus “brinquedo” e ainda da para poupar um pouquinho. Na realidade a grande diferença eh aluguel e transporte. Comparado com Londres, eh muito mais barato.

– Quais os pontos positivos e negativos de morar nesse país?
Negativos: Acho que os finlandeses são muito cabeça fechada em alguns aspectos e o transporte publico para depois das 1.30 da manha durante a semana.
Positivos: O pais eh desenvolvido apesar de pequeno, e extremamente limpo, as pessoas respeitam a sua individualidade e os Finlandeses são extremamente honestos e leais com tudo, alem de excelentes amigos.

– Você tem sugestões ou dicas para pessoas que pretendem viver nesse país?
Se voce esta pensando em vir pra ca, venha com tudo certinho. Ao contrario de outros paises da europa, e quase impossível viver ilegal por aqui. Outra coisa, a Finlândia não e so Heavy Metal, não pense em vir pra so por conta disso, vc vai acabar se decepcionando.

Continue lendo todas as entrevistas do Entrevistando Expatriados!

News Reporter
Criou o Bate Papo Pelo Mundo (também conhecido como Entrevistando Expatriados) em 2008 e adora conversar sobre o assunto vida no exterior. Atualmente mora no Canadá, mas também já chamou de casa países como a Holanda, os Estados Unidos e a Australia. Ela também escreve nos blogs Casal Mikix e Viajoteca, e atua como consultora de intercâmbio para o Canadá, junto a Mikix Intercâmbio.

21 thoughts on “Finlândia??? Você só pode estar maluco.

  1. Gostaria de saber se o finlandeses sao preconceituosos com os brasileiros.E se veterinária é uma boa opção por lá.Vale a pena morar lá,e o visto(ou cidadania) é difícil de conseguir?Desde já obrigada.

  2. “Não é só Heavy Metal” uaheuhaueueuha!!
    To ligado, eu andei pesquisando, obrigado por reforçar essa rsrs
    O que eu to querendo mesmo é fazer um politecnico aí, um cara no youtube falou que tem diferença entre universidade e faculdade (ou seria universidade e o tal politecnico?)
    Eu queria poder apagar tudo e recomeçar a aprender matematica de forma inteligente, mas nao rola. Fiquei interessado no tal “vestibular” que é feito na pratica, sem muitas provas e testes teoricos e calculos. Queria estudar aí, ja to estudando suomi, ensino ingles ha 3 anos mas nao tenho nivel superior. queri ter o privilegio de fazer um curso aí! Como funciona? Valeu!

  3. Olá Ricardo! adoravel a sua história. eu seui que na filandia eles nao sao amantes de tecnologia, mas vc tem nossão de quanto ganha um proficional de TI ai? Obrigdo!

  4. Olá! Moro na Bélgica, e gostaria de saber (somente por curiosidade mesmo):

    Na Finlandia existe alguma lanchonete, mercearia ou outro tipo de comércio de produtos ou serviços brasileiros? O que tem de especial para que os brasileiros que vivem aí possam matar as saudades (pelo menos em parte) do Brasil?

    Pois aqui na Bélgica, especificamente na cidade de Bruxelas temos uma infinidade de cafés brasileiros e portugueses (bar e lanchonete) onde se pode comer coxinhas, pao de queijo, pastel de feira e por aí vai,; Restaurantes,; açougues; lojas de artigos brasileiros (roupas, etc); igrejas; cabelereiros (nesta área há muitos ilegais que trabalham em seu próprio apartamento,mas são ótimos profissionais); Enfim se eu for citar tudo, vai dar uma lista enorme, pois tem tanto brasileiro por aqui, que as vezes só me lembro que estou na europa por causa do frio e da neve rrss!

    “Deus abençoe todos os brasileiros que estão na Finlandia, Bélgica e em tantos outros lugares por esse mundão a fora!”

    Lógico que existem vários blogs, sites, etc a respeito dos brasileiros aqui na Bélgica, inclusive uma revista criada por uma brasileira, a ABC classificados, mas selecionei este blog para que todos possam ter uma pequena noção de como as coisas funcionam por aqui! Abraços!

    http://a-vida-na-belgica.blogspot.com/2008/02/curiosidades-sobre-os-brasileiros-na.html

  5. Fiquei meio decepcionada ” a Finlândia não é só havy metal”, mas não importa a Finlândia ainda continua sendo a minha futura nação. Adoro este país e o que me chama mais a atenção nele é exatamente o senso de individualidade que eles tem, o brasileiro é meio intrometido, cheio de ficar pegando, abraçando, beijando, e eu não gosto disto, sem falar na qualidade da nossa educação e a corrupção. Tenho certeza que vou me acostumar muito rápido com a Finlândia.

  6. Olá,
    escperimentei também Finlândia, mas saí porque o desdemprego na Finlândia é muito elevado e um estrangeiro não tem hipótese nem para chegar a uma entrevista. Por isso não aconselho ninguém aventurar para Finlândia. A língua finlandesa também é extremamente difícil. Viicendo 8 meses na Finlândia só aprendi bom dia e pouco mais. Assim uma pessoa não pode viver…

  7. Mais uma bela entrevista!

    “A Filandia não é só Heavy Metal”. Essa foi boa!!!

    Parabens pela vitória!!!

    Espero um dia (sonho com isso e desejo do fundo da minha alma) poder estar em um país descente e casado com uma mulher local!!

  8. Adorei sua entrevista, está de parabéns!!! espero que tudo continue dando certo pra vocês dois!!! ^^
    Minha amiga( argentina) está namorando um finlandês, ams primeiro eles pretendem morar na argentina ate que ela termine a faculdade pelo menos, mas se não me engano, eles não pretendem ficar na finlandia, ele acha muito frio e quer um local mais caliente hahaha acho que ela gostaria só de ir visitar… hehehehe Mas ela nunca saiu do seu país ainda… ler sua matéria, me fez lembrar muito deles hehehe ^^ (saudades)

  9. Gostaria de saber se tem algum site de relacionamentona Finlandia pois quero me casar com um finlandes. E felicidades para voces.

    1. Olá gostaria de saber o email de Selma Talha,pois tenho o mesmo objetivo que ela.

      Parabéns Ricardo para você e sua esposa.

  10. Ai queria que vcs fizessem essa reportagen com ele depois de dois anos de finlandia para ver se ele vai falar a mesma coisa, morei dois anos ai e quase fiquei louco… foi dificil. Cuidado com os marro, tem muito gente fina, mais tem uns que vao te comer vivo se vc deixar.

  11. Olá Ricardo,
    Adorei a matéria. Parabéns e toda a sorte do mundo pra vc e sua esposa!
    Em breve eu tb serei mais uma brasileira expatriada na Finlândia. Minha família tá super ansiosa. Por questões de trabalho eu vou uma vez por mês pra Helsinki. Me avisa se vc realmente quiser matar saudade da bala “7 belo”. Será um prazer levar algumas pra vc! risos …
    Catia.

  12. Ricardo, voce deve ter sentido bastante a diferenca entre UK e Finlandia, ne?
    Mas o importante eh ser feliz.
    Isso a gente ve na sua entrevista.
    Concordo com vc quando diz que eh quase impossivel viver como ilegal na Europa.
    Ja eh dificil adaptar-se com tudo certinho, como ‘todos os direitos’ que nos cabem, imagine sendo ilegal?
    Sim, desejo a voce sucesso nessa sua nova jornada.
    E espero que o Finlandes seja mais facil pra voce do que o Holandes foi pra mim.

  13. Oi Ricardo!

    Adorei sua entrevista e a saudade da bala “7 belo”, eu tbm adoro 🙂

    Acho que com esse espiríto que vc demostrou ter, vc ainda voa mais longe 🙂
    Um abração e boa sorte!

  14. Ricardo !

    Bela história, bela experiência !
    Você tem razão: vir para o exterior com tudo legalizado é bem mais seguro e a certeza de que pode dar certo.
    Só discordo onde você diz:”Ao contrario de outros paises da europa…” Na verdade, a Europa inteira está fechando portas e, a Holanda, onde moro, é conhecida por ser um dos países com regras de maior rigor na imigracão. Não só na Finlândia, mas, na Europa inteira fica muito difícil viver ilegal.
    Acredito que as pessoas devam ser alertadas antes de vir, para esse ponto.

    Sucesso !

    Susana

    1. Legal a sua história Ricardo , eu também vim do Brasil e estou atualmente morando em Lisboa com meu marido , mas, meu grande sonho é morar em França apesar de eu não dominar a língua francesa , mas, eu sou persistente e vou paralá de qualquer jeito, ainda mas que saiu a minha nacionalidade portuguesa. Quero ir mas tudo legalizado , ir ilegal para qualquer parte do mundo é fria. Abraços!

      1. Sou eu de novo a Valdeci , será que você poderia me informar quanto ganha uma faxineira na Finlândia e como anda o mercado por aí. Desde já agradeço. Obrigada

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *